FANDOM


Biografia

No quinto ano de existência de Beauxbatons, Bertha, conhecida do fundador da casa, Gaspard Levesque, por ser membro de vários clubes literários, foi convidada a ensinar uma arte oculta e que raramente era bem ensinada em escolas de magias. Tratava-se da aritmancia, a arte de estudar os números e desvendá-los e descobrir sua mística influência na magia. De fato, Bertha era uma grande estudiosa de tal arte, desde criança, quando a conhecera. A partir daí, nunca a largou, o que tornou de sua vida um próprio enigma e um grande mistério. Lecionou por quatro anos quando, durante os recessos escolares, foi friamente assassinada. E para fazer jus à vida misteriosa, nunca se descobriu o real autor do crime. Incrivelmente facinada pela busca de resposta, tornou-se fantasma e foi habitar o castelo de Beauxbatons por acreditar que ali encontraria seu assassino. Os anos se passaram e nunca conseguiu encontrá-lo, entretanto, continuou habitando por ali, esperando que talvez, um dia, ele reapareça.

Bertha1


Por ser misteriosa, Bertha vive conversando por enigmáticas sentenças. Quando sua ajuda é solicitada, sempre aconselha de forma enigmática e nunca deixa claro ou explícito o que realmente deseja afirmar. Tem um fascínio pela Sage, de a sempre tentar ajudá-la, invadindo os demais salões comunais e enchendo a mente dos seus alunos com enigmas indecifráveis e deixando-os cada vez mais confusos. Tem um temperamento muito estranho e não demonstra ser muito amigável, justamente por andar com uma faca em sua mão. Faca essa usada por ela quando viva na tentativa de impedir sua morte. Seu traje sempre é um longo vestido branco, o qual usava naquela fatídica noite. Aliás, o único fato que, quando lembrado, a faz realmente enfurecer-se é a noite de seu assassinato.

Ver também